TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

12 Dicas de segurança para evitar furto de malas e bagagens em aeroportosPostado em: 6 de agosto de 2015

Para saber se a bagagem é considerada de mão, e,
consequentemente, poder entrar com ela na cabine do avião, existe uma regra
simples. É só somar as medidas da altura, largura e comprimento. O resultado
não poderá ultrapassar 115 cm.

Agora, se tiver que ser despachada, é importante adotar
algumas precauções:

1) Dinheiro, documentos pessoais, remédios e equipamentos
eletrônicos de pequeno e médio porte devem ser carregados pelo passageiro,
jamais deixar dentro da bagagem despachada.

2) Em viagens para fora do país, aconselho tirar xerox de
toda documentação, inclusive do passaporte, vouchers (comprovante de reserva do
hotel), recibo de traveller check e guardar os originais no cofre do hotel.
Tirar também fotos de todos os documentos pessoais e salvar no celular.

3) Declarar os bens despachados no balcão do check in.

4) Fotografar todas as roupas e objetos, pois as fotos serão
de grande valia no caso de extravio ou furto da mala.

5) O ideal, é ter malas com cores berrantes e chamativas,
que além de fácil visualização, mesmo à distância, minimizam o risco de furto.
Se a mala for preta, colar adesivos grandes e coloridos e amarrar na alça
dezenas de fitas coloridas, como por exemplo, as do Senhor do Bonfim.

6) Não usar cadeados de chave; melhor os que são abertos
através de segredo.

7) Plastificar as malas no aeroporto também é uma medida
salutar para a segurança dos pertences. Para economizar, é possível se fazer em
casa, comprando, para isso, filmes de plástico.

8) É fácil se encontrar em lojas de material elétrico as
chamadas abraçadeiras de nylon, também conhecidas por “engasga gato”. Com esse
equipamento, que custa poucos centavos, aconselho prender o cadeado afixado na
alça do zíper na alça da mala. A estratégia de segurança é não permitir que o
zíper deslize pela ação de marginais, que conseguem abri-los usando a ponta de
caneta Bic.

9) A mala deve conter etiqueta com nome, endereço e
telefone; em caso de extravio essa providência auxilia muito na localização do
passageiro.

10) Ao sair do avião, acelere os passos. Procure ser um dos
primeiros a chegar no saguão das esteiras rolantes, impedindo, assim que outro
passageiro pegue sua mala por engano ou que algum marginal a subtraia e saia de
fininho do aeroporto com todos os seus pertences.

11) No banheiro do aeroporto, aconselho entrar com a mala no
box, para evitar subtração.

12) Durante refeições, compras, no caixa eletrônico ou
simplesmente esperando o tempo passar até a hora do embarque, jamais deixar as
bagagens fora do raio de visão. O leitor já deve ter visto passageiro que
abandona a bagagem e vai verificar se o voo chegou.

Agora, se mesmo com todas essas cautelas ocorrer subtração
ou violação da bagagem, comunicar imediatamente a companhia aérea e exigir
documento que comprove a reclamação. Em seguida, dirigir-se à Delegacia mais próxima
para registrar ocorrência policial.

Dr. Jorge Lordello