TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

Celular como arma do vigilante em operaçõesPostado em: 3 de junho de 2021

Com o incremento de tecnologia avançada e a digitalização das operações de segurança patrimonial, o celular se transformou na arma e no maior aliado do vigilante. Sistemas dotados de Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Robótica permitem hoje que os profissionais façam rondas apenas com o aparelho móvel de forma mais simples e com mais proteção.

Um dos principais exemplos desta transformação pode ser encontrado no VMO (Vigilância Móvel Operacional), serviço oferecido pela SegurPro que realiza essa modalidade de segurança dinâmica e presencial por meio de rondas versáteis e programadas de acordo com a necessidade de cada cliente.

Na modalidade, o sistema desenvolvido pela companhia opera como um aplicativo para celular e permite que o vigilante forneça informações completas de tudo que precisa ser realizado nas operações de ronda e vistorias, além de comprovar tudo que é detectado, fazendo uso do aparelho para registro por fotografias. Os dados utilizados geram relatórios que vão para os clientes.

Por meio de sistemas de monitoramento, os celulares acabam sendo os maiores aliados dos profissionais de segurança. Com eles, os vigilantes possuem em mãos tanto o roteiro quanto as ações necessárias em cada visita, sendo as atividades monitoradas e gerenciadas pelo centro de controle em São Paulo, o SOC (SegurPro Operations Center). A solução é adaptável para todos os tipos de frentes, tanto em período diurno quanto noturno, melhorando a segurança de áreas internas e externas dos estabelecimentos vistoriados.

Toda vez que uma inconsistência é identificada, o aplicativo exige que o vigilante tire uma foto para comprovar a ocorrência. Ao final de cada visita, por meio de um checklist, podem ser avaliadas informações como: pessoas suspeitas, cercas danificadas, portas e janelas abertas, iluminação inadequada, sinais de arrombamento, corte nos cabos de entrada de rede elétrica/internet/telefonia, pontos de alagamentos, equipamentos expostos que podem ser atrativos para roubo, funcionamento correto de câmeras e afins.

Todas estas informações alimentam um banco de dados que é utilizado pelas equipes do SOC para gerar um relatório online, possibilitando o acompanhamento em tempo real para o cliente.

O celular também mitiga o risco de fraude e, por possuir senha e um sistema diferenciado, minimiza possíveis riscos que poderiam vir de um aparelho comum. A aplicação também conta com um Botão de Pânico, que uma vez acionado pelo vigilante na realização dos serviços, gera-se o disparo de um alarme no SOC e, por meio de um georastreador, a central passa a acessar o celular remotamente e acompanhar as atividades de campo.

Além disso, quaisquer mudanças de rota da viatura também são identificadas, e inicia-se o protocolo de segurança padrão.

“Para que a Vigilância Móvel Operacional não seja previsível e, consequentemente não seja possível antecipar seus movimentos, adotamos um sistema randômico de rotas. Todos os dias o SOC dispara planos de rondas e de atividades específicas diretamente para o celular das equipes rondantes. Desta forma acompanhamos, com uma equipe dedicada e treinada, todas as movimentações da Vigilância Móvel” explica Solange Simões, diretora de Produtos e Soluções da SegurPro.

“O serviço nos permite agregar à segurança outras atividades e informações em tempo real e orientadas aos negócios dos nossos clientes. Tudo graças a aplicação de recursos inteligentes que possibilitam ajustar e ampliar as soluções de segurança inibindo acessos, por exemplo, dentre outras ações de criminosos”, completa Solange Simões.

“Com a Vigilância Móvel somos capazes de realizar o tradicional deslocamento às instalações, com a adição da vistoria perimetral e controle de acesso, vistoria do interior e de sistemas eletrônicos de segurança de maneira coordenada e dentro dos parâmetros mais exigentes de segurança”, finaliza.

 

Fonte: Channel 360º