TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

Como vender carro usado com segurança para não ser vítima de golpe e assaltoPostado em: 6 de dezembro de 2019

Tem gente que na hora de vender o veículo (carro ou moto) só pensa em conseguir o melhor preço e esquece de focar também na segurança do negócio.

4 riscos corre o vendedor:

 

Resultado de imagem para riscos

 

I) Não receber o dinheiro, ou seja, ser vítima de um golpe
II) Risco de ter o carro roubado
II) Risco de ter a casa invadida
IV) Risco de receber pontos na CNH quando o comprador for multado

Portanto, vou ensinar o passo a passo para realização de venda de veículo de forma segura e profissional:

 

Resultado de imagem para passo a passo

1) Antes de vender o carro, procure pagar as multas devidas e o licenciamento do auto em dia pois isso passa confiança ao comprador. Deixe separado os documentos originais de porte obrigatório (CRLV) e o documento de transferência, que é o DUT. No site do Detran de seu Estado, poderá extrair documento que informa estar o veículo plenamente regularizado. Agora, se vc não estiver em condições de pagar os débitos do carro, avise o comprador e desconte do preço negociado;
2) Durante a negociação não exponha seus dados pessoais e vida financeira. Lembre-se que está vendendo um carro e não passando relatório de seu dia a dia. Não esqueça que está tratando com pessoa totalmente desconhecida;
3) Antes de marcar encontro, peça o nome completo do interessado e tente levantar sobre ele dados como o bairro onde mora, onde trabalha, qual a profissão, se tem redes sociais e etc. Tenha em mente que estelionatários não gostam de passar detalhes que possam ser confirmados ou não via internet;
4) Para evitar risco de assalto, não marque encontro com vendedor na sua casa. Prédios não têm permitido que moradores recebam possíveis compradores na garagem; o perigo de assalto é grande. Lembre-se que os bandidos vão estar com você, o carro e a chave do auto, assim, o assalto pode acontecer;
5) Não marque encontro no local de trabalho; pois terá que receber o comprador na rua e o assalto pode ser facilmente concretizado;
6) Marque no Shopping mais perto de sua casa ou local de trabalho. Inicialmente, não agende no estacionamento. Marque numa cafeteria que tenha câmeras de segurança. Tome um cafezinho, bata um papo, fale sobre o auto, mostre os documentos e tente verificar se o comprador aparenta ser pessoa honesta, suspeita ou é enrolado. Veja o que a voz da intuição lhe transmite;
7) Na hora de marcar o encontro, pergunte se o interessado vai sozinho ou acompanhado;
8) O vendedor deve ir acompanhado, pois dará mais segurança;
9) Depois da conversa inicial em alguma loja do shopping, vá ao estacionamento mostrar o carro. Se o interessado desejar dar uma volta, diga que, inicialmente, poderá dirigir junto com você e somente dentro do shopping. Diga que não pagou o ticket do estacionamento e que ali mesmo ele poderá sentir que o carro está em bom estado;
10) Procure saber se o interessado foi de carro. Em caso positivo, anotar a placa, pois é uma boa referência sobre o comprador;
11) Se o interessado desejar levar o carro ao mecânico, diga que poderá ir mais tarde ou em outro dia, isso para que você tenha tempo de fazer verificação dos dados apresentados por ele;
12) Não recomendo passar o carro pelo laudo de vistoria veicular sem a presença do interessado pois muitos compradores, com receio do laudo ser falsificado ou adulterado, querem acompanhar pessoalmente o serviço. Assim, na hora de vender o auto, o comprador terá duas escolhas:
a) Confiar no vendedor, comprar e depois levar na vistoria veicular, que é obrigatória para a transferência do carro
b) Ou ir juntamente com o vendedor na vistoria veicular mais próxima antes de fechar o negócio
13) Antes de marcar data para recebimento do valor da venda do auto, você tem que ter o nome completo do comprador, endereço e números de RG e CPF. Peça esses dados e faça busca pela internet onde saberá se a pessoa possui restrição de crédito ou se os dados são falsos ou aparentemente inexistentes;
14) Estando tudo perfeito, chegou a hora de receber o dinheiro. Não aceite cheque administrativo ou depósito na sua conta. É mais garantido ir na agência do comprador e lá fazer, na boca do caixa, a transferência. Aí entre na sua conta bancária para ter a certeza que o crédito foi feito. Quer um conselho bacana: converse com o gerente de seu banco, peça alguma dica e ligue para ele para saber se o dinheiro está disponível na sua conta. Poderá também fazer a consulta através do internet banking ou APP de Banco.
15) Depois de ter certeza do recebimento do dinheiro, vendedor e comprador devem ir juntos ao cartório para reconhecimento de firma. O documento de transferência deve ser preenchido e assinado pelo comprador e vendedor. A boa notícia é que o cartório de registro já notifica o Detran da venda; novas multas já virão para o comprador.
16) Para fazer seu IR no ano seguinte, tíre xerox autenticado do DUT preenchido, assinado por ambos e com firma reconhecida.
17) Não esqueça de retirar todos os pertences pessoais do carro vendido;
18) Ao oficializar a venda, cancele o seguro do carro.

 

Para finalizar gostaria de ofertar ao leitor uma orientação importante. Se você não deseja passar pela burocracia que acabei de elencar, deixe o carro que pretende vender em uma loja de confiança especializada em comercialização de veículos, acerte o valor da comissão e não esqueça de documentar a relação comercial para evitar problemas futuros.

 

JORGE LORDELLO