TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

Justiça bloqueia R$ 730 milhões de braço do PCC, e PF apreende helicópteros.Postado em: 30 de setembro de 2020

A Polícia Federal realizou hoje em São Paulo, Santa Catarina e Paraná a Operação Rei do Crime para desarticular um braço financeiro que opera em favor do PCC (Primeiro Comando da Capital) há mais de dez anos. A investigação interditou mais de 70 empresas e bloqueou, com autorização da Justiça, contas bancárias que superam R$ 730 milhões. De acordo com a PF, o esquema de lavagem de dinheiro desarticulado hoje era feito por meio de postos de gasolina e de uma distribuidora de combustível. O principal alvo da ação é um homem identificado como Alemão. Ele teria uma rede de postos de combustíveis e estaria envolvido em outros crimes do PCC, como homicídio.

Investigações apontam que Alemão pode ter envolvimento no duplo assassinato, em 2018, de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, que eram os principais líderes da facção em liberdade até então. Eles foram mortos por roubar a própria facção, de acordo com as investigações. Ao todo, 20 pessoas foram indiciadas e devem responder por organização criminosa e lavagem de dinheiro, de acordo nota divulgada hoje pela PF. Entre os alvos da operação estão, além de Alemão, e uma pessoa que foi condenada pelo envolvimento no furto ao Banco Central do Brasil, ocorrido em Fortaleza em 2005.

Estão sendo cumpridos 13 mandados de prisão preventiva e 43 de busca e apreensão, além do sequestro de bens de 32 automóveis, nove motocicletas, dois helicópteros, um iate, três motos aquáticas, 58 caminhões e 42 reboque e semirreboque, que somam R$ 32 milhões. Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

 

 

Fonte: UOL