TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

Número de ameaças feitas por cibercriminosos cresce mais de 80% em um anoPostado em: 10 de maio de 2012

Os internautas estão cada vez mais vulneráveis na internet, apesar dos investimentos mundiais em segurança digital, que atingiram US$ 3,7 trilhões no ano passado. O universo digital, que encanta com suas inúmeras e crescentes funcionalidades, tem um lado obscuro, estarrecedor. O número de roubos de senhas, perda de informações, panes em sites ou sistemas eletrônicos cresceu 81% no mundo em 2011 quando comparado ao ano anterior. Para piorar, o Brasil é o país da América Latina com mais ameaças e está em quarto lugar no ranking mundial, segundo a empresa de segurança Symantec. A companhia apresentou os resultados da 17ª edição de um estudo feito anualmente, no qual analisa esse tipo de atividade em nível global. Mais de 5,5 milhões de ataques foram identificados e bloqueados, e os problemas com invasões de dados diárias cresceram 36%.
Os spams, que se multiplicam nos e-mails falsos diminuíram 34%. No entanto, não deixaram de ser uma das armas dos cibercriminosos. O perigo agora está nos links enviados pelas redes sociais. “Esse tipo de plataforma faz as pessoas acreditarem que é mais seguro compartilhar e receber arquivos e suspeitarem menos de conteúdos de amigos. É um mito”, explica André Carraretto, estrategista em segurança da Symantec. Em média, 1,1 milhão de identidades foram roubadas no período analisado pelo estudo.