TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

Reviravolta do Caso Amarildo para quem?Postado em: 11 de agosto de 2015

A mídia com a necessidade
crescente de Ibope e algumas pessoas das elites brasileiras na urgência de se
tornarem visíveis, estão levando para o fundo do ralo uma gama de bons
policiais, pais e filhos de famílias em troca de um bandido dissimulado que,
com certeza já causou terror e tristeza para a sociedade.

Mais isso acabou!…

Só quem vive o dia a dia de um
policial militar sabe o limite entre o acertar e o errar ao adentrar numa
comunidade tomada pelo poder dos traficantes, onde os moradores são obrigados a
esconder suas armas, alimentá-los, permitir que suas filhas sejam abusadas e
ainda são obrigados a vir às ruas protestarem contra os seus verdadeiros
salvadores. Nunca vi um morador de comunidade ocupada por traficantes, vir em
público protestar contra seus algozes. Será porque?

Todos devem ser bonzinhos; se
falarem morrem e tudo fica por isso mesmo. Com certeza não estou advogando em
favor dos maus policiais, e sim alertando para os dois lados da moeda corrente
no mundo real. Sabemos muito bem que ninguém é inocente de todo, mas querer
execrar aqueles que todos os dias saem de suas casas para defender uma
sociedade corrupta e ingrata sem saber se vão voltar, torna-nos, no mínimo,
colaboradores do mesmo mal que os bons combatem. Exemplos estão por aí: uma
emissora de televisão na busca da audiência, divulgou todo um trabalho de
inteligência das polícias do Rio de Janeiro, onde mostravam como o tráfico
estava organizando-se nas matas da cidade. Aí eu digo: Sorte a nossa que os
criminosos não são tão qualificados como tentam fazer parecer, pois ficou bem
claro, com a reportagem, que o BOPE ou a CORE iriam agir em seguida penetrando
no local com suas patrulhas de combate. Graças a providencial incompetência dos
traficantes, o BOPE não caiu numa uma área de matar repleta de armadilhas, pois
granadas e explosivos não faltam aos nossos traficantes…

Enfim, temos de conviver com “emboscadas”,
balas perdidas, facadas e devemos realmente decidir o que queremos para nossas
vidas, pois estamos longe de viver a tão sonhada democracia, somos todos os
dias vitimados por um Estado que não cumpre o seu papel e um tráfico que continua
determinando cada dia, as “cartas” postas sobre a mesa, com o fechamento do
comércio, ruas e cerceamento do direito de ir e vir dos verdadeiros cidadãos
que pagam um dos impostos mais caros do mundo.

Quando um policial militar é
morto e não se vê nenhum movimento de solidariedade por parte da sociedade,
elites, Direitos Humanos, ONG e os “Viva Rio” da vida. Percebo que precisamos
rapidamente de um médico que cuide da alma e do coração. Enfim, para qual parte
da sociedade interessa uma reviravolta do Caso Amarildo que coloca em xeque o BOPE
e vários bons policiais?

Será que todos esses policiais
que hoje estão presos e respondendo a inquérito eram maus ou na verdade teriam
se cansado das praxes do direito em prol de uma sociedade mais justa e limpa?
Com a palavra a sociedade, que deve falar bem alto, se quiser realmente ser
ouvida…

Gilson da Silva é militar da reserva da Marinha do Brasil,
mergulhador de combate e graduado em Estudos de Defesa pela UFRJ. E-mail: gilson.mec65@gmail.com