TELEFONE (11) 3666-9893 - Atendimento: 9:00 às 17:00

Parceiros

Sites para roubar dados de usuários Apple dispararam em pré-lançamento do iPhone 12Postado em: 14 de outubro de 2020

Volume de sites maliciosos com menção a produtos e serviços da Apple saltou quase 20 vezes em setembro

 

O lançamento de uma nova versão do iPhone sempre atrai a atenção do público, ansioso por mais informações sobre os aparelhos ou pelo melhor negócio antes de comprar um. E não é de se espantar que os criminosos saibam tirar proveito disso.

Um levantamento feito pela equipe de análise da Kaspersky mostra que o número de novos domínios maliciosos com menção à Apple disparou às vésperas do anúncio do novo smartphone. Enquanto que ao longo deste ano a média de novos domínios suspeitos era de 100 por mês em todo o mundo, em setembro foram 1.950 domínios, sendo que a maioria deles tinha o objetivo de roubar o Apple ID e senha dos usuários de produtos da empresa.

De acordo com os analistas da empresa de cibersegurança, as táticas usadas pelos criminosos para roubar esses dados variam. Entre armadilhas usadas pelos sites falsos estão a promessa de encontrar aparelhos perdidos e a restauração do acesso às contas. Com a chegada dos aparelhos às lojas, “promoções imperdíveis” também servem como isca.

De acordo com os analistas da empresa de cibersegurança, as táticas usadas pelos criminosos para roubar esses dados variam. Entre armadilhas usadas pelos sites falsos estão a promessa de encontrar aparelhos perdidos e a restauração do acesso às contas. Com a chegada dos aparelhos às lojas, “promoções imperdíveis” também servem como isca.

Dados que valem ouro

Pode não parecer muito, mas um Apple ID e senha são valiosos nas mãos dos malfeitores. Com estes dados eles podem conseguir acesso a contas de e-mail para obter informações pessoais que podem ser usadas em extorsão, a contas da Apple Store com números de cartão de crédito associados, que podem ser usadas para compras fraudulentas e até mesmo a dados bancários caso o usuário tenha o cartão de crédito da Apple, o Apple Card.

“O ressurgimento do interesse dos golpistas nos serviços da Apple mostra que eles se beneficiariam com qualquer coisa que chamasse a atenção dos usuários. O lançamento do novo iPhone foi a oportunidade perfeita para os cibercriminosos espalharem campanhas maliciosas”, alerta a especialista em segurança da Kaspersky, Tatyana Sidorina.

Para evitar ser vítima de um golpe, valem as dicas de sempre:

  • Suspeite de qualquer notícia, oferta ou promoção que pareça extremamente generosa.
  • Verifique se as mensagens vêm de fontes confiáveis.
  • Não clique em links de e-mails ou mensagens suspeitas enviados por SMS, WhatsApp ou redes sociais.
  • Verifique a autenticidade dos sites que visita.
  • Tenha um software antivírus em seu computador ou smartphone.

Fonte: Kaspersky